top of page

Estudo desvenda comportamento fitness durante e pós pandemia

O estudo “O consumidor Fitness na era da Covid” da IHRSA (International Health, Racquet & Sportsclub Association) revelou que os frequentadores de academia estão cada vez mais comprometidos com a saúde e o bem-estar. Segundo dados coletados pela entidade, mais da metade dos frequentadores, cerca de 58%, indicaram que pretendiam ser mais ativos fisicamente durante a pandemia do Covid-19.


Da mesma forma, a maior parte, cerca de 57% desejavam ter uma alimentação mais saudável, entre outros indicativos. Entre os participantes, 65% das mulheres afirmaram que pretendem ser mais ativas, enquanto o percentual de homens foi de 51%. Já 64% das mulheres entrevistadas contaram que querem ter uma alimentação mais saudável, enquanto os homens atentos a esse fator foram de 50%.


Para Robson Almeida, CEO e fundador da Academia Robson Almeida (RA), os dados demonstram a forma como a pandemia de Covid-19 impactou a população no que diz respeito à relação com o corpo e à prática de exercício físico.


“Estamos vivendo um tempo onde as pessoas começaram a se atentar sobre saúde pessoal e se preocupar com isso. E, o melhor de tudo: querem mudar isso.” Diz ele.

Dados da pesquisa global de sentimento do consumidor, realizada pela WW, em parceria com a Kantar, revelam que 91% dos brasileiros buscam um estilo de vida mais saudável em 2022. Entre diversos resultados, a análise demonstrou que os participantes pretendem melhorar a saúde física (65%) e mental e emocional (65%) ao longo do ano.


Além do mais, o estudo apontou que 56% dos participantes buscam melhorar a autoestima e confiança e que 44% consideram o cuidado com a saúde e bem-estar um facilitador para a vida cotidiana. A análise considerou respostas de 14.506 pessoas, entre 18 e 69 anos, em 15 países.



Fonte: http://academiarobsonalmeida.com.br/

29 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page